Notícias
O mais importante do setor imobiliário
Notícias
Voltar \ Crédito à habitação. Prestação da casa volta a atingir novos mínimos

Crédito à habitação. Prestação da casa volta a atingir novos mínimos

01 mai 2017
Crédito à habitação. Prestação da casa volta a atingir novos mínimos
Os maiores beneficiados são aquelas que optam pela Euribor a 12 meses, mas que continua a ter pouco peso no mercado.. Os portugueses que revirem a taxa de juro do seu crédito à habitação, em maio, vão sentir um alívio no valor da prestação a pagar. Mas essa redução vai ser mais sentida nos empréstimos com indexantes de prazos mais alargados.

Os portugueses que revirem a taxa de juro do seu crédito à habitação, em maio, vão sentir um alívio no valor da prestação a pagar. Mas essa redução vai ser mais sentida nos empréstimos com indexantes de prazos mais alargados.

Mas vamos a números. Para quem tem a Euribor a três meses a redução será de apenas 0,1% e de 0,5% no caso de seis meses.

No entanto, irá atingir uma diminuição de 1,6% no crédito associado a Euribor a 12 meses. A verdade é que o número de famílias que irá tirar partido dessa redução será mais baixo, uma vez que, a Euribor a 12 meses continua a ter pouco peso no total do crédito à habitação. Os portugueses continuam a optar pela taxa a seis meses.

Na base desta redução está o nível historicamente baixo da taxa de juro de referência do Banco Central Europeu (BCE) que continua fixada fixada em 0% desde março do ano passado, o que arrastou os indexantes utilizados nos créditos à habitação de taxa variável para terreno negativo, nível em que ainda se mantêm.

Veja Também